• Goma Publicidade

  • Oseg Corretora de Seguros

Liedson marca, Portugal vence, mas Seleção sai vaiada de campo.

Cristiano Ronaldo faz grande primeiro tempo, mas sai no intervalo e time é vaiado pela torcida.

No último jogo de Portugal antes do anúncio dos 23 jogadores que defenderão o país na Copa do Mundo na África do Sul, não faltaram gritos de “olé”. O problema é que foram para o adversário. A seleção lusa venceu a China por 2 a 0 nesta quarta-feira, no Estádio Cidade de Coimbra, com gols de Hugo Almeida e Liedson, mas repetiu os problemas das eliminatórias, foi vaiada e deixou os torcedores ainda mais desconfiados do que já estavam.
Se houve algum alento para os portugueses, foi a constatação de que Cristiano Ronaldo também joga bom futebol pela seleção. Constantemente criticado em sua terra natal por não repetir com a camisa de Portugal o nível das atuações nos clubes por que passou, Ronaldo foi o melhor em campo no primeiro tempo, praticamente resolveu o jogo dando o passe para o gol do limitado Hugo Almeida, aos 36 minutos, e deixou o campo no intervalo com a sensação de dever cumprido. Tanto que foi embora do estádio antes mesmo de a partida terminar.

No intervalo, o treinador Carlos Queiroz fez cinco mudanças. Além de Cristiano Ronaldo, saíram Duda, Simão, Tiago e o goleiro Eduardo. Quando o nome dos cinco substitutos foi anunciado, o do atacante brasileiro Liedson foi de longe o mais aplaudido. Com ele, entrou em campo um estreante, o goleiro Hilário (do Chelsea), que deu um susto na torcida num dos poucos momentos em que foi acionado, ao driblar um adversário dentro da área e em seguida dar um passe no pé de outro jogador chinês.

Chineses se animam, e torcedores se irritam
Queiroz acabou colocando em campo todos os jogadores à disposição no banco de reservas, incluindo o também estreante Varela, atacante do Porto, que foi dos mais esforçados na segunda etapa. Mas apenas esforçado. Sem inspiração e sem empolgação, os reservas portugueses passaram a tocar a bola, fazendo com que os chineses se animassem e os torcedores se irritassem.

A 15 minutos do fim, as vaias começaram. Pouco depois vieram os gritos de “olé”. Com um pouco mais de talento, ou caso o árbitro argelino Djamel Haimoudi não tivesse ignorado o puxão de Rolando num adversário dentro da área no fim da partida, a China poderia ter até empatado a partida. Mas quem marcou o segundo gol foi Portugal. Um gol brasileiro, e no último dos quatro minutos de acréscimo.

Após cobrança de escanteio, João Moutinho pegou de primeira na entrada da área, num chute sem direção, e a bola bateu em Liedson, enganando o goleiro. Mas nem assim a torcida poupou o time de vaias após o apito final. O ano da Copa não começou bem para a seleção portuguesa. Não fosse por Cristiano Ronaldo e Liedson, teria começado pior ainda.

GLOBO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: