• Goma Publicidade

  • Oseg Corretora de Seguros

Brasil estreia com vitória fácil no Mundial do Japão

O resultado dificilmente seria outro: diante da quase amadora seleção do Quênia, o Brasil estreou com uma vitória tranquila no Campeonato Mundial de vôlei. Em pouco mais de uma hora de jogo, as campeãs olímpicas fizeram 3 sets a 0, parciais de 25/15, 25/16 e 25/11.

Encarando um rival bastante fraco tecnicamente, as brasileiras também não jogaram tudo o que sabem e erraram excessivamente, especialmente pela falta de atenção na defesa no início do jogo. Ainda assim, o time de José Roberto Guimarães não foi ameaçado em nenhum momento.

O máximo que as africanas conseguiram foram ficar à frente do placar nos inícios do primeiro e do segundo set, momentos no qual aproveitaram para vibrar muito em quadra. A alegria do Quênia, aliás, foi um dos destaques de uma partida sonolenta.

Com dores devido a uma tendinite no ombro direito, a ponteira titular Natália sequer foi relacionada para a partida, assim como a central reserva Adenízia, que deixou o treino desta quinta chorando após machucar o cotovelo direito. Com dores nas costas, a oposta Sheilla também ficou o tempo inteiro no banco de reservas. Na disputa entre levantadoras, Zé Roberto seguiu a tendências dos amistosos de preparação e preferiu Dani Lins no lugar de Fabíola.

Desta forma, o Brasil foi escalado com Dani Lins, Joycinha, Jaqueline, Sassá, Fabiana, Thaísa e Fabbi de líbero. Logo no primeiro lance do jogo, Joycinha foi bloqueada pela capitã queniana Khadambi, mas as brasileiras não demoraram a se recuperar e logo abriram mais de cinco pontos de vantagem. Em uma bola de xeque, o primeiro set foi fechado em 25/15.

O mesmo aconteceu no segundo set, no qual o Brasil só precisou se preocupar em manter uma boa vantagem à frente até que Jaqueline fechou o placar em 25/16 após as favoritas desperdiçarem um set point. Na terceira etapa, o ritmo foi ainda mais forte e após uma série de dez pontos seguidos, abriu 16 a 04, o suficiente para Zé Roberto colocar a central Carol Gattaz, a líbero Camila Brait, a levantadora Fabíola e a ponteira Fernanda Garay para pegar ritmo de jogo.

Mesmo com tantas alterações, a superoridade do Brasil não diminuiu e a equipe fechou o jogo em um erro de saque das quenianas. Com 12 pontos, Jaqueline foi a maior pontuadora da partida, seguida por Sassá (11), Joycinha (10) e Fabiana (10).

O Brasil volta à quadra na madrugada deste sábado para encarar a República Tcheca, às 2h30 (horário de Brasília). Trata-se de outro adversário que não deve dar muito trabalho. Na sequência da primeira fase, as brasileiras encaram Holanda, Porto Rico e Itália. Das seis equipes do grupo, somente duas são eliminadas.

Gazeta Esportiva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: