• Goma Publicidade

  • Oseg Corretora de Seguros

Anelka rouba a cena, marca dois e aproxima o Chelsea das quartas

Querendo esquecer a má fase no Campeonato Inglês, o Chelsea dominou a primeira partida das oitavas de final da Copa dos Campeões da Europa. Com Fernando Torres realizando uma boa atuação, os Blues tiveram Nicolas Anelka, companheiro de ataque do espanhol, em noite inspirada, sendo o melhor jogador da partida. Com dois gols dele, um em cada tempo, o Chelsea fez 2 a 0 no Copenhagen, atuando fora de casa, e deu um passo muito importante para garantir vaga para as quartas de final da principal competição europeia.

Assumindo a sua maior importância no cenário europeu, o Chelsea dominou a partida desde os primeiros minutos. Com boa participação de Torres nas jogadas ofensivas, o clube inglês chegou ao primeiro tento aos 16 minutos, em um chute cruzado de Nicolas Anelka, aposta do técnico Carlo Ancelotti para a posição de Didier Drogba, que começou mais uma vez no banco de reservas e entrou no segundo tempo.

Na etapa final, apesar da aparente pressão do Copenhagen, que realizou uma modificação para tentar melhorar o seu desempenho, o Chelsea tratou de pôr um fim às esperanças dos donos da casa logo aos oito minutos, em lance de classe de Frank Lampard, que achou Anelka livre dentro da grande área. Aproveitando o belo lançamento, o francês balançou as redes mais uma vez, em jogada parecida com a do primeiro gol.

Tranquilo pelo ótimo resultado que conseguiu fora de casa, o Chelsea terá que esperar um bom tempo pelo duelo de volta contra o Copenhagen, que só será realizado no próximo dia 16 de março, no Estádio Stamford Bridge, em Londres. Nesta partida, o clube inglês poderá perder por até um gol de diferença para garantir vaga para as quartas de final da Copa dos Campeões.

O jogo – Mesmo com a pressão por atuar fora de casa, o Chelsea assumiu a sua condição de favorito no confronto e foi mais ofensivo desde o início da partida. Para isso, o time contou com um Fernando Torres bem mais efetivo do que nas suas primeiras aparições neste ano. Buscando o jogo, o espanhol serviu Malouda logo no primeiro minuto, mas o francês, dentro da área, chutou mascado por cima do gol. Aos seis minutos, Torres aproveitou uma sobra de bola na defesa do Copenhagen, mas o goleiro Willand conseguiu fechar bem o ângulo do espanhol.

 Nas raras chances que teve durante a primeira etapa o Copenhagen abusava dos levantamentos para a área e de alguns chutes de fora da área, como o do brasileiro Cesar Santin, aos oito minutos, que não levou perigo para o seguro goleiro Petr Cech. Dessa forma, a torcida do time da casa foi, aos poucos, trocando a euforia pela preocupação.

Esta tendência se confirmou aos 16 minutos, quando Gronkjaer, ex-jogador do Chelsea, errou passe no meio de campo. Aproveitando a bobeira adversária, Anelka pegou a bola, invadiu a área pela direita e bateu cruzado, por baixo do goleiro Willand, para inaugurar o marcador na Dinamarca.

Confiante após o tento, o atacante francês acabou se tornando o grande destaque do primeiro tempo, e só não balançou as redes em mais ocasiões por causa do bom desempenho do goleiro Willand. Aos 31 minutos, Anelka aproveitou sobra de bola após jogada de Malouda, invadiu a área pela esquerda e bateu fraco de canhota, facilitando o trabalho do arqueiro.

Inspirado, Anelka seguiu apavorando a defesa do Copenhagen. Aos 38 minutos, o atacante recebeu mais uma vez dentro da área, só que pelo lado direito, e bateu por cima do gol. Dois minutos mais tarde, o francês tentou cabeceio após cruzamento de Bosingwa, mas errou o alvo.

Após o domínio inglês no primeiro tempo, o Copenhagen voltou mudado para a segunda etapa, com o brasileiro Cesar Santin dando lugar para Vingaard, que arriscou um bom chute para o gol logo em seu primeiro minuto em campo.

A aparente mudança do clube dinamarquês, porém, não durou por muito tempo. Já aos oito minutos, Lampard dominou na intermediária e fez lançamento preciso para Anelka, que recebeu por trás da defesa dinamarquesa e bateu de primeira, sem nem dominar a bola, para aumentar a vantagem inglesa.

Se lançando ao ataque, o Copenhagen não conseguia criar chances reais de gol, a não ser por chutes de fora da área. Enquanto isso, o Chelsea seguia mais perigoso, principalmente com Fernando Torres, que buscava insistentemente o seu gol. Aos 13 e aos 29 minutos o espanhol ficou cara a cara com o goleiro Willand, mas não conseguiu ultrapassar a barreira adversária.

Gazeta Esportiva

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: