• Goma Publicidade

  • Oseg Corretora de Seguros

Barcelona empata, elimina Real e espera adversário em sua 7ª final

O Barcelona confirmou sua classificação para a final da Copa dos Campeões nesta terça-feira. Jogando no Camp Nou, a equipe empatou por 1 a 1 com o Real Madrid e, por ter vencido por 2 a 0 na ida, garantiu-se na decisão do principal torneio continental do mundo pela sétima vez na história – foi campeão em 1991/92, 2005/06 e 2008/09 e vice em 1960/61, 1985/86 e 1993/94.

O adversário na final, marcada para 28 de maio, na Inglaterra, sairá do vencedor do confronto entre Manchester United e Schalke 04 – as equipes voltam a se enfrentar nesta quarta-feira, depois da vitória inglesa por 2 a 0 na primeira partida entre ambas, disputada na Alemanha.

Este foi o quarto confronto entre os dois maiores rivais da Espanha em menos de um mês. Além das semifinais da Copa dos Campeões, com uma vitória do Barcelona e um empate, eles empataram pelo Campeonato Espanhol, e o Real venceu na decisão da Copa do Rei.

O jogo – Precisando vencer, o Real iniciou a partida sufocando o mandante no campo adversário. Com Di María aberto pela direita, Cristiano Ronaldo pela esquerda e Higuaín centralizado, o ataque madrilenho pressionava e dificultava bastante a saída de bola do Barcelona.

A superioridade do Real se desmanchou depois do primeiro terço de jogo. Com toques rápidos e curtos, os homens de frente do Barcelona, especialmente Iniesta e Messi, começaram a dar trabalho para a zaga visitante, que forçou Ricardo Carvalho a receber cartão amarelo.

Sem a mesma posse de bola, o Real enfrentou muita pressão do rival, que encaixou quatro perigosos arremates ao gol de Casillas. O goleiro da seleção espanhola fez três boas defesas para impedir que o placar fosse inaugurado, duas em chute de Messi e outra em chute de Villa.

Não bastasse a blitz catalã, os contragolpes da equipe de Madri não funcionavam. Assistente técnico de Mourinho – expulso no jogo de ida -, Aitor Karanka inverteu as posições de Cristiano Ronaldo e Di María, pouco tempo antes do final da primeira etapa, apostando nas laterais.

O Real voltou melhor do intervalo e até balançou a rede de Valdés, mas teve seu gol anulado. Higuaín recebeu de Cristiano Ronaldo e tocou na saída do goleiro do Barcelona, porém a arbitragem entendeu que o português havia feito falta em Mascherano, tirando-o da jogada, no lance anterior.

Com o gol anulado, foi o Barcelona quem realmente inaugurou o placar do Camp Nou. Aos oito minutos do segundo tempo, após rápido contra-ataque, Iniesta deixou Pedro em ótima condição. O atacante invadiu a área, tocou no canto de Casillas e anotou o primeiro tento do jogo.

Aparentemente batido, precisando abrir dois gols de diferença, o Real conseguiu voltar à partida dez minutos depois. Di María recebeu na entrada da área, driblou Piqué e acertou a trave esquerda. Na sobra, ele atrasou para Marcelo, que tocou para a rede e empatou o jogo.

Apesar do empate, a equipe da capital não conseguiu mais furar a defesa azul-grená. Messi manteve a defesa do Real em alerta com dribles e boas jogadas no ataque, e o Barcelona controlou a partida até o apito final, que o confirmou na final do torneio mais uma vez.

Fonte A Gazeta Esportiva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: