• Goma Publicidade

  • Oseg Corretora de Seguros

Paulo César Carpegiani não é mais o técnico do São Paulo

O São Paulo anunciou na tarde desta quinta-feira a saída do técnico Paulo César Carpegiani, que não resistiu à terceira derrota seguida do clube no Campeonato Brasileiro.

Por meio de comunicado oficial, o Tricolor informou que houve consenso entre diretoria e treinador pelo fim do vínculo. O vice-presidente de futebol, João Paulo de Jesus Lopes, e o diretor Adalberto Baptista se reuniram com o comandante na chegada da delegação ao CT da Barra Funda e tomaram a decisão.

“Tivemos muita satisfação em tê-lo como profissional do clube durante este período, não só por sua qualidade técnica, mas também por seu comportamento ético e profissional. É de se destacar o trabalho do Paulo no desenvolvimento de atletas formados no clube, que hoje são realidade e destaque no cenário nacional. Tomamos esta decisão pensando na melhor forma para a equipe reagir”, afirmou Baptista, ao site oficial do clube.

Com isso, o auxiliar Milton Cruz dirige interinamente a equipe na noite de sábado, diante do Cruzeiro. Carpegiani estava no Tricolor desde a 28ª rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, quando assumiu o posto deixado pelo interino Sérgio Baresi.

De lá para cá, o técnico comandou o time em 46 jogos, com 29 vitórias, quatro empates e 13 derrotas. Antes do treino da tarde desta quinta, o técnico se despediu do elenco no CT.

Desta forma, o comandante encerra sua segunda passagem pelo São Paulo novamente sem conquistar título, assim como aconteceu em 1999. A situação do treinador estava insustentável no Morumbi, principalmente depois das derrotas para Corinthians (5 a 0), Botafogo (2 a 0) e Flamengo (1 a 0).

“Nesse período em que estive no clube, dirigi uma das melhores equipes do mundo. Infelizmente, enfrentamos muitas dificuldades em relação à repetição do time por vários motivos. Dei o meu melhor desde o primeiro dia e sempre procurei extrair o máximo de cada um. Se não conseguimos conquistar um título, tenho certeza de que deixei um legado importante, especialmente com os mais jovens”, afirmou o treinador.

Treinador estava pressionado no clubeNeste período à frente do Tricolor, Carpegiani escancarou as oportunidades aos atletas da base, seguindo a linha de conduta esperada pelo presidente Juvenal Juvêncio. No entanto, o time falhou nos momentos decisivos. No ano passado, apesar da reação no Brasileirão, o clube ficou fora da zona de classificação para a Libertadores.

Já nesta temporada, o São Paulo caiu na semifinal do Campeonato Paulista diante do Santos. Em seguida, a eliminação da Copa do Brasil contra o Avaí quase custou o emprego do profissional, já que trocou farpas públicas com o meia Rivaldo. Na ocasião, Juvenal contrariou a opinião de parte da diretoria e segurou o técnico, tentando aparar as arestas com o pentacampeão.

No entanto, o camisa 10 continuou tendo poucas chances com Carpegiani, o que aumentava a rejeição da torcida ao trabalho do comandante. Agora, o São Paulo parte em busca de outro profissional para ocupar a função de técnico.

Cuca sempre aparece na lista do clube, até pela boa relação com Juvenal e Milton Cruz. Paulo Autuori é praticamente um sonho nos bastidores do Morumbi, mas sua contratação é considerada difícil. Dorival Junior, que vive momento complicado no Atlético-MG, também tem a simpatia dos são-paulinos.

Fonte A Gazeta Esportiva.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: